Como separar seu resíduo sem esforço

O processo de reciclagem reduz, de maneira muito significativa, o impacto sobre o meio ambiente, pois é através dessa ação que o uso de matérias-primas retiradas da natureza diminui, o consumo de água e energia é menor e os aterros passam a reduzir cada vez mais o volume de material reciclável descartado incorretamente.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Para preservarmos o meio ambiente de maneira correta, é necessário começar com pequenas atitudes diárias que fazem toda a diferença. A principal e mais conhecida é a separação do lixo doméstico de maneira adequada. Porém, normalmente, a mudança desse hábito torna-se complexa ao nos depararmos com tantas variedades de resíduos que fazem parte do nosso consumo diário. É plástico, papel, papelão, alumínio, vidro, eletroeletrônicos, óleo de cozinha, restos de comida, enfim… Todos esses resíduos fazem parte do nosso cotidiano e acabam nos trazendo a sensação de que promover a mudança desse hábito é algo complexo e difícil, necessitando ter – pelo menos – 5 lixeiras diferentes nos nossos lares.

Por isso, pensando na rotina agitada e cada vez mais atarefada das pessoas, aqui na Trashin optamos por um caminho mais simples dessa separação, porém eficaz. Educamos nossos clientes a realizarem 4 separações simples: resíduos recicláveis, rejeito, óleo de cozinha e vidro.

Os resíduos recicláveis são todos aqueles materiais que podem voltar para a cadeia produtiva, seja através de uma transformação de partes ou do seu todo, virando o mesmo produto ou produtos diferentes do original. Alguns exemplos são folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, PET, recipientes de limpeza, latas de refrigerante e cerveja, canos, arames, embalagens em geral e outros.

Já o rejeito são todos os materiais que não possuem nenhuma possibilidade de reaproveitamento ou reciclagem. O exemplo mais clássico é o lixo do banheiro, que não apresenta opções de reciclagem economicamente viáveis e de amplo alcance. Adesivos, fita crepe, restos de comida animal, fraldas e absorventes usados também são exemplos de rejeito.

O óleo de cozinha faz parte dos resíduos orgânicos, que são aqueles que possuem propriedades como biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água. Por isso, o aterramento deste resíduo como forma de disposição final representa um desperdício de matéria e energia, já que pode ser reaproveitado para a produção de resina para tintas, sabão, detergente, glicerina, ração para animais e até biodiesel.

Por fim, o vidro também é um resíduo reciclável, mas a separação deste resíduo é importante principalmente por questões de segurança, já que é um material cortante. O interessante é que a composição do vidro não se perde no processo de reciclagem e pode ser 100% reaproveitada, sem perder a qualidade.

Separação simples que gera um grande impacto

Realizando essa separação simples de maneira adequada, é possível efetuar um processo de triagem de resíduos sólidos muito mais eficaz. Ou seja, a complexidade de separação entre plástico, papel, alumínio e suas diversas variações fica ao encargo dos profissionais de triagem das cooperativas parceiras da nossa operação. Sendo assim, a diferença entre a Trashin e os serviços públicos de coleta de resíduos é o aumento do percentual de aproveitamento dos resíduos, assim como um maior volume de coleta de materiais reaproveitáveis através dessa educação de separação simplificada.

Promovemos conteúdos educativos para os nossos clientes com o objetivo de simplificar a prática da separação do lixo doméstico. São vídeos, cards para redes sociais, treinamentos de equipe, peças gráficas informativas, entre outros formatos de conteúdo que visam aproximar as pessoas a respeito da gestão de resíduos de uma maneira prática e sem exigir muito esforço.


Ficou interessado? Entre em contato conosco e #façaocorreto para uma vida ambientalmente mais harmônica.