10 dicas para um condomínio mais sustentável

Tornar o condomínio sustentável é uma das formas de diminuir nossa pegada ecológica no planeta. Através de diálogos e debates entre todos os moradores é possível criar regras que todos deverão seguir para tornar isso possível.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Segundo o Secovi (Sindicato do Mercado Imobiliário), existem cerca de 200 mil condomínios no país e mais de 68 milhões de brasileiros vivendo nesses locais. Portanto, falar de sustentabilidade em reuniões de condomínio pode ser um assunto polêmico. São muitas ideias e opiniões divergentes a respeito do tema, onde alguns julgam ser bobagem e outros defendem com unhas e dentes.

É extremamente necessário encontrar um meio termo para debater um assunto tão relevante, não só para o meio ambiente, mas também para o bolso. Sim, promover ações sustentáveis ajudam a diminuir gastos financeiros!

Confira as 10 dicas para aplicar em seu condomínio


    1. Substituição de lâmpadas incandescentes por LED. Segundo o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) as lâmpadas LED economizam até 90% de energia em relação às lâmpadas incandescentes (quentes).
    2. Reutilizar água da chuva para a limpeza de jardins, calçadas e partes comuns do condomínio.
    3. Iniciar uma horta comunitária permite produzir alimentos frescos e livres de agrotóxicos. Como são intensivas em mão de obra, os moradores podem dividir as tarefas para ter uma horta bem produtiva, além de ser um momento muito bom para promover a convivência social no condomínio.
    4. O uso correto de equipamentos e instalações faz parte da chamada “economia inteligente”, que quase não exige investimentos e é responsável pela redução de gastos desnecessários.
    5. A iluminação com sensores de presença é o sistema que acende a luz apenas quando o sensor indica a presença de alguma pessoa, assim economizando energia.
    6. O sistema de elevadores inteligentes tem como principal benefício economizar energia e otimizar o transporte dos moradores. Este sistema é capaz até de identificar horários de pico, eventos repetidos e andares mais movimentados.
    7. Os telhados verdes são florestas urbanas que são tendência para o futuro, inclusive para serem incluídos na legislação do Brasil. Os telhados e paredes verdes amenizam a temperatura no interior do ambiente, diminuindo os gastos com ar condicionado.
    8. Promova uma ação de doação ou trocas de itens no seu condomínio. Sabe aquela calça jeans que não cabe mais? Aquele brinquedo que seu filho largou de lado ou o tênis que não serve? Doe para outro morador ou troque por algo que ele também não usa mais e que é do seu interesse. Existe uma pesquisa que diz que se aquela roupa tem mais de um ano e você não usa, provavelmente nunca mais vai usar. Só lembre de doar coisas usáveis. O que estiver quebrado (e sem possibilidade de conserto) deve ser destinado para a reciclagem.
    9. O compartilhamento de bens com amigos e vizinhos não só estreita os relacionamentos pessoais como ainda pode render dinheiro e preservar o meio ambiente. Quando, por exemplo, você oferece carona para alguém, está tirando mais um carro das ruas e diminuindo a poluição.
    10. Coleta seletiva e reciclagem. Não existe nada pior e mais anti-higiênico do que um condomínio que não descarta corretamente o seu lixo. Normalmente os síndicos são os responsáveis por estabelecer um espaço apropriado para que os moradores coloquem seus resíduos de maneira organizada, separando em categorias como metal, papel, vidro e material orgânico. Uma ideia interessante é contratar empresas específicas do ramo de coleta seletiva para que possam implantar o sistema no condomínio. Essas empresas orientam todo o trabalho, desde a separação até a coleta e ainda realizam diagnósticos e certificados de destinação correta. Nós da Trashin prestamos esse serviço, mas vamos além da operação, também educamos os profissionais e os moradores a separarem de maneira simples e correta os seus resíduos.
 

Ficou interessado? Entre em contato conosco e entenda como funciona a nossa operação!